Espaços Conflitantes no Conjunto Ceará

Um dos modais de transporte que tem ganhado atenção nos últimos anos em nossa Cidade é a bicicleta. A Prefeitura de Fortaleza vem implantando malha cicloviária em diversas regiões, unindo pelo projeto, áreas nobres e modestas da cidade.

A iniciativa é louvável tanto pela questão inovadora quanto pelas inúmeras vantagens que esse meio de transporte favorece a sociedade como um todo, em especial, aos usuários.

Não há o que discordar de ideias sustentáveis, porém, a execução de obras, sobretudo as que implicam em espaço viário, exigem estudo, planejamento, e participação popular para uma adequação satisfatória.

A Av. F do Conjunto Ceará ganhou nos últimos dias, ciclofaixas na extensão da via que fica entre as Av. A e Av. Alanis Maria Laurindo de Oliveira, antiga Av. B. Esse trecho corresponde a um conhecido espaço destinado a caminhadas e corridas, muito utilizado por moradores da terceira etapa e adjacências.

A nova infraestrutura foi implantada sem uma prévia consulta popular. O que nos faz sentir o distanciamento entre a Prefeitura de Fortaleza e o Bairro Conjunto Ceará. Após o ocorrido, o que se constata no lugar, especialmente nos horários matutinos e vespertinos, é uma completa confusão pelo uso do espaço.

Os atletas que dantes já sofriam com o fluxo de carros, alguns trafegando em alta velocidade, colocando em risco a segurança, agora se sentem obrigados a fazer suas atividades atléticas no mais novo espaço destinado aos ciclistas. Um vexame comunitário que atinge diversos interesses no uso da via pública.

Para usufruirmos de um bairro organizado, onde seus moradores tenham espaço e vez, precisamos unir Conselho comunitário e as demais lideranças, levando-os a conhecer e defender a rotina de seu povo, favorecendo um elo respeitoso entre Prefeitura e Comunidade.

O Governo Municipal está fazendo sua parte no desenvolvimento social, precisamos também nós, comunidade local, buscarmos um intercâmbio que nos introduza em processos mais pensados e ajustados à nossa realidade.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *